Game Office Network - Gonbrasil
Análises

Jogamos: Don’t Starve Together

Uma pitada de arte “Tim burtoniana”, um pouco de temas Lovecraftianos, acrecente um nivel de dificuldade alto, bastante aleatoriedade roguelikeana, inspirado em Minecraft e outros jogos de sobrevivência, mas com um charme todo especial. Adicione um modo cooperativo de até 6 jogadores, adicione muita dificuldade (já falei que esse game é difícil?)

dontstarverev610 - Copy

Não se deixe enganar pelo visual “livro para crianças” esse jogo é mais dificil que Dark Souls!

E assim nasceu o “Don’t Starve Together” que finalmente saiu do acesso antecipado e foi lançado essa semana.
O jogo da Klei, foi concebido durante um “Game Jam Indie” de 48 horas, em 2010. O time gostou bastante da idéia, mas tiveram que engavetar por 2 anos, até começarem a trabalhar no game em 2012. Inicialmente, Don´t Starve era apenas isso, no singular, visto que o time não sabia se seria possível criar um componente multiplayer. Em junho de 2015 foi lançado o beta do componente multiplayer, que acabou de ter seu lançamento oficial essa semana.
O jogo é um misto de ação e aventura com elementos de sobrevivência , ciclos de dia e noite, e estações.
Seu personagem é jogado em um mundo novo, através de um portal,  cheio de perigos ambientes e monstros e inimigos mortais.
O objetivo do jogo é sobreviver ao máximo, utilizando os recursos do mundo para criar armas, ferramentas, conseguir comida e manter-se vivo pelo máximo de tempo possível.

dontstarverevfill1 - Copy (1)

Mantenha as barras de vida, fome e sanidade cheias! Ah e não se esqueça de ficar perto do fogo durante a noite!

Para conseguir sobreviver, o jogador tem de manter suas barras de saúde, estomago e sanidade cheias, sim, porque ações que atacam não só seu corpo, mas seu balanço mental, ataques de monstros e especialmente andar no escuro, vão dar vida aos seus pesadelos, levando-o inevitavelmente a uma espiral de desespero, loucura e morte… Parece bem divertido não é mesmo? E é! Especialmente com amigos para viverem essa jornada com você!
Como mencionado acima, a arte do game é baseada nos desenhos e designs de Tim Burton, o enfant terrible gótico de Hollywood.
Meio cartoon, meio desenho estranho, consegue passar bem a idéia do mundo louco ao qual seu personagem foi enviado.
A música é comparada a um circo de estranhezas antigo, muito boa, porém em certos momentos a variedade deixa a desejar, o efeitos sonoros especialmente as notas tocadas quando os diferentes personagens falam, traz um toque especial e bizarro ao jogo.
Por falar em personagens, a variedade desses, com seus estilos de arte diferentes, e vantagens e desvantagens específicas, auxilia e muito a dar uma rejogabilidade ao game.

dontstarve_review_4

Horas, as vezes dias de trabalho podem ser apagados em um só instante!

O jogo pode ser controlado via mouse e teclado, ou controle, mas em minha análise tive alguns problemas utilizando o controle sem fio do Xbox 360…
Já mencionei a dificuldade do jogo? Pois é, além de ser necessário preservar a vida e a sanidade do seu personagem, a questão no jogo não é se você vai conseguir não morrer, e sim quanto tempo você vai conseguir sobreviver. Algumas vezes um simples relâmpago aleatório pode matar seu personagem, acabando com meses de progresso em um instante fatal.
Essa dificuldade insana pode ser um fator contra, especialmente ao saber que não é possível salvar o jogo. Mas é um preço que estamos dispostos a pagar, especialmente no modo multiplayer, onde o acréscimo de companheiros trazem uma óbvia ajuda, mas não vem sem preço, afinal, mais bocas para alimentar podem custar caro em um jogo desse tipo.

link para videonalise:

VEREDITO:

Don’t Starve together tem como pontos fortes a dificuldade, a rejogabilidade e o estilo de arte e música únicos.
Especialmente indicado para fãs de roguelikes e jogos de sobrevivência que tenham amigos dispostos a enfrentar a fome e a perca da sanidade juntos.

Cristiano Guião de Freitas

Panda é um veterano da primeira guerra dos consoles (Odissey² 4 Life!) que ainda sente saudades de apanhar de trombadinhas no fliperama! perco o dente mas não perco a ficha!

Comentários