Game Office Network - Gonbrasil
Análises Notícias

Jogamos: Yonder – The Cloud Catcher Chronicles

Preste atenção nos miados!

Yonder – The Cloud Catcher Chronicles é um jogo de exploração e construção em mundo aberto com muitas semelhanças a jogos que você talvez esteja familiarizado, como Harvest Moon e Stardew Valley, onde você precisa ajudar as populações dos vilarejos locais com seus problemas diários e limpando as trevas, uma energia que é o seu antagonista no jogo e que constantemente está atrapalhando não só os NPCs em suas atividades como também te bloqueando para prosseguir no jogo. Yonder – The Cloud Catcher Chronicles foi desenvolvido e distribuído pelo Prideful Sloth.

 

Yonder é um grande jogo em uma fórmula bem simples e básica: você explora locais, descobre missões, completa elas, coleta coisas, constrói outras coisas e o processo se repete. Você não vai encontrar grandes dificuldades no jogo, já que em Yonder não existe algo como ”barra de vida” ou ”morrer”, então todas as suas preocupações vão se basear em como resolver os problemas de vilarejos, coletando e construindo itens específicos. O jogo é bem relax e nele você vai encontrar várias mecânicas para te ajudar a ter um bom tempo de diversão como criação de fazenda com animais, plantações, construção, pescaria e etc. Assim como em Stardew Valley, o jogo se baseia nas passagens dos dias e nas estações do ano, estando com o clima em constante mudança como tempos mais quentes, neve, chuva e etc.

As fazendas em Yonder por mais que sejam algo agradável por causa dos animais que você pode levar para a sua fazenda (e depois escolher trazer eles para as suas aventuras como seguidores) não é algo tão trabalhado como em outros jogos do mesmo estilo, mesmo que talvez esta seja a intenção em Yonder (não ter as fazendas como algo para ser focado): você vai ter várias fazendas pelo jogo, então é bem chato cuidar de todas, sem contar que se você não passar um tempo na mesma área você raramente vai estar checando como os seus animais estão e como as produções da sua fazenda estão indo. Mesmo que mais a frente no jogo eu tenha descoberto que você pode contratar pessoas para trabalharem na sua fazenda em troca de comida, a falta de um fast travel para as suas fazendas já dificulta muito que você vá se importar com o que está acontecendo por lá, e a experiência que poderia ser igual a de um Harvest Moon vira algo mais como os acampamentos de Fallout 4.

Mas voltando no que o jogo tem foco, a exploração do seu imenso mapa ganha de qualquer outro jogo no mesmo estilo. O level design de Yonder é incrível e você sempre vai ter motivação para ir explorando cada vez mais. Qualquer buraco que você achar vai te levar para um lugar novo e escondido, qualquer caminho escondido vai te levar para uma área nova e você vai encontrar várias missões espalhadas e escondidas do jogador por aí – não que você vá conseguir completar as missões de cara. Yonder trabalha não só na exploração, como na ”re-exploração” do jogo, já que muita coisa que você no começo do jogo dificilmente vai ser alcançável pelos seus itens atuais ou habilidades de criação/construção. Essa abordagem só seria melhor se o jogo tivesse um sistema de fast travel, ou ao menos um sistema de montaria já que é repleto de animais para você domar. Os desenvolvedores, que são bem ativos nos fóruns, já falaram que pretendem adicionar montaria em futuras atualizações, mas como não se trata de um jogo em Acesso Antecipado, é mais difícil de confiar que isso vá de fato acontecer no futuro de Yonder.

De resto, Yonder tem um ótimo sistema de criação de itens onde você pode ir se aperfeiçoando cada vez mais em várias técnicas diferentes, como chef de cozinha, carpinteiro, mestre, construtor e outros. Não passa por problemas irritantes como em Stardew Valley de sua mochila estar com excesso de itens o tempo todo, te deixando mais livre para explorar e pegar o que quiser até que você precise jogar algo fora, guardar ou vender. Se você levar um susto na criação de personagens com tão pouca diversidade de modificações, não se preocupe, as maiores modificações você encontra dentro do jogo, não só em roupas como perucas e tintas de cabelo, isso realmente é bem mais interessante do que ter seus itens facilmente compráveis ou já de início do jogo, te fazendo ficar feliz e grato sempre que achar um item de modificação que te agrade. Além de coletar minerais, derrubar árvores e quebrar pedras você pode pescar, que como em qualquer jogo deste estilo, é um mini game bem divertido com uma grande variedade de peixes.

Yonder – The Cloud Catcher Chronicles é um ótimo jogo para você relaxar e se divertir com os NPC’s, cenários e talvez com um pouco de pesca. Infelizmente muitas das coisas que tornam o jogo legal, como suas missões e exploração, também deixam o jogo um pouco entediante quando você está fazendo várias missões que você mal entende como terminar de uma vez só e precisa voltar um caminho inteiro sem nenhum auxilio para se locomover mais rápido. A história do jogo parece querer te vender mais do que ela é, e no inicio o que parece interessante começa ao longo do jogo a se tornar apenas algo para te motivar a seguir em frente, preenchendo um vazio no plot. Mesmo assim, Yonder é um dos melhores jogos do gênero e vale ter a sua atenção caso você queira perder algumas horas cuidando do mundo inteiro ao seu redor enquanto você pega alguns gatos espalhados pelo mapa.

 

The Review

75% Yonder - The Cloud Catcher Chronicles

PROS

  • Relaxante
  • Visuais ótimos
  • Várias coisas para fazer
  • Mapa grande
  • Vários mini games

CONS

  • Trilha sonora poderia ser mais presente
  • Controles ruins para mouse/teclado
  • Repetitivo e entediante se você jogar várias horas de uma vez
50%
Rian ''BlackDog''Duarte

Estudante de física, jogador casual e escritor com dislexia.

Comentários